O leito de Procusto

“Conta-nos uma lenda antiga, que um homem rico e poderoso, obsequioso e cortês, gostava de convidar estranhos para seu palácio, onde propiciava vinhos e as iguarias mais requintadas e oferecia-lhes um leito suntuoso para o descanso.

O único problema que se apresentava para o convidado era que ele tinha de encaixar-se perfeitamente no leito. Se houvesse a menor discrepância entre o tamanho do convidado e o leito, suas pernas eram cortadas ou esticadas até que ele se ajustasse às proporções devidas e nesse processo o incauto quase sempre acabava por morrer.

Somente  aqueles raros convidados cujas proporções coincidiam com as da cama tinham suas vidas poupadas e alcançavam a velhice.”

Anúncios

Uma resposta to “O leito de Procusto”

  1. Xing e Ling « miradouro Says:

    […] Um abraço sereno, Ling. [o trecho entre aspas foi escrito pela psiquiatra estadunidense Eilleen Walkenstein em seu livro Shrunk to Fit, referindo-se a uma prática libertária do trabalho terapêutico, que não faça da psiquiatria, ou de qualquer relação médica ou não médica, um leito de Procusto ] […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: