O declínio da razão

Guillotine
Se eu fosse o Luis XVI, pediria para não cortarem a minha cabeça fora.
Diria eu:
Minha realeza não vem da cabeça, meu poder fica mais pra baixo…
O algoz com certeza maliciaria, e me daria um safanão…
E, ao final, eu diria:
– Não se confunda; decapitado, ainda estou inteiro.

Anúncios

3 Respostas to “O declínio da razão”

  1. Guilherme Says:

    me lembrou um velho ponto da umbanda…

    corta a língua
    corta a mironga
    corta a língua
    do falador

    por onde ele passa
    não há embaraço
    ele é tupinambá
    do peito de aço

    saravá, hermanito

  2. Guilherme Says:

    (o wordpress comeu a formatação; o “saravá, hermanito”, caso não tenha ficado evitende, é de minha lavra…)

  3. Guilherme Says:

    “evidente”, não “evitende”

    PAREI POR AQUI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: